Hoje eu falei com minha mente interior, passei por meus pensamentos mais profundos.Descobri meu ser interior. Registrei algumas coisas, umas Positivas, outras Negativas; o que eu alcancei e o que ainda precisa ser alcançado. O que eu mudei e o que precisa mudar. E percebi que para me tornar melhor, preciso deixar algumas coisas de lado e refletir.

A única maneira é sentar-se sozinho e pensar profundamente, aceitando os erros, aceitando a necessidade de mudanças.

A aceitação é a única maneira de avançar.

Depois de um longo período passado em uma reunião com pessoas interessadas em iniciar o planejamento de sua próxima viagem, entro no elevador. O objetivo é chegar ao meu carro e encontrar um bom local para um café… Lá dentro, uma senhora de cabelos azulados, conversa com um rapaz de cabelos verdes. Antes que o elevador me deixe onde quero, ela fala: “manter-se positivo é a coisa mais importante que você pode fazer por você mesmo e pelas pessoas ao seu redor. Só assim você garantirá que mesmo nos dias mais difíceis, sempre exista um raio de Sol, tanto para você quanto para quem lhe cerca”. Agora, o café!

Não viaje só

Quando chega o momento de realizar o projeto de uma viagem para um local de seu desejo e você não encontra companhia, o jeito é ir sozinho.

E viajar sozinho pode ser uma experiência bastante interessante e libertadora, já que nessa situação, você tem total liberdade e autonomia para escolher seus roteiros, nas suas condições e no seu tempo. Você é o dono do seu tempo e isso quer dizer que poderá acordar na hora e no lugar que você escolher, ficar orando naquele templo pelo tempo que achar necessário ou passar o dia inteiro circulando em silêncio por aquele museu que só fascina a você mesmo.

Mas olhe: eu garanto que viajar em boa companhia pode ser também uma experiência compensadora. E boa companhia é aquela que compartilha com você o plano da viagem, respeita sua autonomia e seu desejo de liberdade e de autonomia e, muitas vezes, de silêncio e de contemplação.

Viajar na sua viagem é viajar com você e acompanhar você no seu sonho, com a segurança, a liberdade e a autonomia que você já conquistou.

Viajando juntos

Ao me disponibilizar para planejar e organizar viagens de turismo para pessoas com mais de 70 anos que não querem viajar sozinhos e desejam se divertir em boa companhia, percebi que posso prestar esse servico tanto para indivíduos quanto para pequenos grupos de idosos, organizações privadas ou qualquer outro tipo de grupo de interesse. Se você está procurando por uma viagem de mais de um dia ou férias de até 10 dias, eu posso organizar tudo para você. Para que possamos iniciar nossa conversa e definir suas necessidades e objetivos de viagem, peço que deixe aqui mesmo os seus comentários. Por ora, não há necessidade de qualquer contato telefônico ou por e-mail. Deixe-me saber qual o seu objetivo e a partir daí poderemos conversar.

Ansiedade

Este texto foi originalmente publicado no site Thought Catalog, por Kirsten Corley, e é, de longe, o texto mais simples, direto e esclarecedor que já li sobre o tema. A ansiedade, mal do século, doença que tem feito, ao longo dos anos, uma multidão de mentes cativas, é um mal a não ser desprezado, subestimado ou ignorado. É hora de encará-lo de frente. 

Vai além de simplesmente se preocupar. Ansiedade significa noites em claro, conforme você suspira e vira de um lado para o outro. É o seu cérebro nunca sendo capaz de desligar. É a confusão de pensamentos que você pensa antes da hora de dormir e todos os seus piores medos se tornam realidade em sonhos e pesadelos.

É acordar cansado mesmo que o dia só tenha começado. Ansiedade é aprender como funcionar em privação de sono porque você só conseguiu fechar os olhos às duas da manhã. É toda mensagem que você pensa ‘como fazer isso da forma correta?’. É duas ou três mensagens que você manda caso tenha feito algo errado. Ansiedade é responder mensagens de forma embaraçosamente rápida. Ansiedade é o tempo que você gasta esperando uma resposta enquanto um cenário se monta na sua cabeça, questionando o que a outra pessoa está pensando ou se ela está brava.

Ansiedade é a mensagem não respondida que te mata por dentro, mesmo que você diga a si mesmo ‘talvez ele esteja ocupado ou irá responder depois’. Ansiedade é a voz crítica que diz ‘talvez ele esteja só te ignorando mesmo’. É você acreditar em cada cenário negativo que você cria. Ansiedade é esperar. Parece que você está sempre esperando. É o conjunto de conclusões inexatas que sua mente cria, e você não tem outra escolha a não ser aceita-las. Ansiedade é se desculpar por coisas que nem precisam ser desculpadas. Ansiedade é duvidar de si mesma e falta de autoconfiança. Ansiedade é ser super atenta sobre tudo e todos. Você consegue dizer se alguém mudou de humor apenas pelo tom de voz da pessoa.

Ansiedade é arruinar relacionamentos antes mesmo deles começarem. Ela te diz ‘você está enganada; ele não gosta de você e vai te deixar’. E você acredita. Ansiedade é um estado constante de preocupação, pânico e viver no limite. É viver com medos irracionais. É pensar demais, é se importar demais. Porque a raiz das pessoas ansiosas é se importar. É ter mãos suadas e coração acelerado. Mas por fora, ninguém percebe. Você aparenta estar calma e sorridente, mas por dentro é o contrário.

Ansiedade é a arte da decepção por parte de pessoas que não te conhecem. E das pessoas que te conhecem, é ouvir constantemente ‘não se preocupe’, ‘você está pensando demais’, ‘relaxe’. É sobre seus amigos ouvirem suas conclusões e não entenderem como você chegou nelas. Ansiedade é querer consertar algo que nem problema é. É o amontoado de perguntas que te fazem duvidar de si mesma. É voltar atrás para checar novamente. Ansiedade é o desconforto de uma festa por pensar que todo mundo está te observando e você não é bem-vindo lá. Ansiedade é tentar compensar e agradar demais outras pessoas.

Ansiedade é estar sempre no horário porque o pensamento de chegar atrasada te deixa em pânico. Ansiedade é o medo de fracassar e a busca incansável por perfeição. E então se punir quando você falha. É sempre precisar de um roteiro e de um plano. Ansiedade é a voz dentro da sua cabeça que diz ‘você vai falhar’. É tentar suprir as expectativas dos outros mesmo que isso esteja te matando. Ansiedade é aceitar mais do que você consegue lidar para que você se distraia e não pense demais em outros assuntos. Ansiedade é procrastinar, porque você está paralisado pelo medo de fracassar.

É o gatilho que te faz ter um ataque de pânico. É estar quebrado na sua privacidade e chorar de preocupação quando ninguém mais está vendo. É aquela voz crítica dizendo ‘você estragou tudo’ ou ‘você deveria mesmo se sentir um lixo agora’. Mas mais que qualquer coisa, ansiedade é se importar. É nunca querer machucar alguém. É nunca querer fazer algo errado. Mais que tudo, é o desejo de simplesmente ser aceito e querido. Então você acaba tentando demais às vezes. E quando você encontra amigos que entendem isso, eles te ajudam a superar juntos. Você percebe que essa pode ser uma batalha que você enfrente todos os dias, mas é uma que não precisa ser enfrentada sozinho.